Emily Bett Rickards (Felicity Smoak/Sentinela) e Melissa Benoist (Kara Danvers/Supergirl) foram as primeiras atrizes do elenco feminino do Arrowverse a se pronunciarem após as acusações de assédio contra co-criador e produtor executivo do universo, Andrew Kreisberg.

Em seu Twitter, Instagram e Stories, Emily escreveu a seguinte mensagem:

 

“Aos homens que cometem assédios, que perpetuam a cultura do estupro, que se ‘fazem de cegos’ e reclamam de “sexismo reverso”: Vocês são fracos e cúmplices. Às mulheres que encontraram força para falar. Às mulheres que se apoiam e às mulheres que estão encontrando suas vozes: Vocês podem. Vocês são heroínas.”

A mensagem de Emily foi postada após o produtor executivo de Arrow e Legends of Tomorrow, Marc Guggenheim, reclamar sobre “sexismo reverso” no twitter.

Melissa também usou o Instagram para enviar uma mensagem:

 

“Sou uma mulher que lidera um programa que apoia igualdade e feminismo, empoderamento e por lutar pelo o que é certo. Eu também sempre tentei me conduzir pessoalmente dessa forma. Infelizmente, o programa e minha carreira são partes de uma indústria que nem sempre espelha esses sentimentos. Fico com o coração partido e às vezes me sinto desamparada. Sei que não sou a única a se sentir dessa forma. Mas eu sou otimista. Acredito que uma mudança duradoura é possível e que quando uma pessoa é maltratada, ela sempre deve ter um lugar seguro para falar suas verdades e ela sempre deve ser ouvida. E quando pessoas cometerem crimes ou assediarem outras pessoas, elas sempre devem ser responsabilizadas – não importa em qual indústria elas trabalhem, ou quanto poder elas tenham. Já falei sobre isso no passado – de forma pública e de forma não tão pública – e o continuarei fazendo. Todos nós devemos almejar um patamar acima. Então, essa semana, voltarei a trabalhar em Supergirl com mais compromisso ainda de ser parte da mudança na norma ouvindo o que as pessoas têm a dizer, e me recusando a aceitar um ambiente que seja qualquer coisa que não seguro, respeitoso e colaborativo. – Melissa”

Caity Lotz (Sara Lance/Canário Branco), Juliana Harkavy (Dinah Drake/Canário Negro) e Chyler Leigh (Alex Danvers) e outras atrizes da franquia também postaram mensagens de apoio à mulheres que denunciam assédios. Ao ser perguntada se pensava algo sobre as declarações de suas colegas de trabalho, Candice Patton (Iris West) respondeu o seguinte:

 

Oi Steve. Eu estou 1000% com minhas irmãs. Penso muitas coisas, mas não me sinto calma ou preparada o suficiente para falar sobre elas (e sobre outras coisas) de forma produtiva no momento.

David Ramsey (John Diggle/Espartano) mostrou seu apoio a Emily e Melissa.

Amém e Amém! Vocês Emily, Melissa e tantas outras mulheres corajosas continuam sendo as verdadeiras heroínas de todos nós!

 

Stephen Amell (Oliver Queen/Arqueiro Verde) fez uma breve Live no Facebook em que compartilha dos sentimentos das atrizes e reafirma seu compromisso em criar um ambiente de trabalho seguro para todos.

“[…] Eu concordo e apoio tudo que elas [Emily, Melissa e Caity] disseram […] Eu também acredito que se você não é parte ativa da solução, então você é parte do problema.”

ENTENDA O CASO

Na última sexta-feira (10), a Warner Bros. TV Group iniciou uma investigação para analisar as acusações de assédio sexual contra o produtor Andrew Kreisberg. De acordo com o site Variety, Kreisberg está sendo acusado por 15 mulheres e 4 homens de assédio e contato físico impróprio. Todos os homens e mulheres que falaram com o site descreveram incidentes similares de toques inapropriados e assédio sexual constante. Nenhum das 19 vítimas quiseram se identificar por medo de retaliações. Muitas dessas mulheres são funcionárias atuais e antigas das produções do Arrowverse, incluindo roteiristas. O comunicado da Warner vem junto com o afastamento do produtor. Kreisberg nega todas as alegações.

“Recentemente, tomamos ciência das alegações de má conduta contra Andrew Kreisberg. Suspendemos o sr. Kreisberg e estamos conduzindo uma investigação interna. Levamos todas as alegações de má conduta de forma extremamente séria e estamos comprometidos a criar um ambiente de trabalho seguro para nossos funcionários e todos os envolvidos em nossas produções.”

De acordo com o depoimento de uma produtora de alto escalão, que trabalha com Kreisberg, essa situação já acontece há anos. No ano passado, a funcionária levou suas preocupações sobre o comportamento inapropriado e o assédio do produtor até um executivo sênior da Berlanti Productions, a empresa do criador do Arrowverse, Greg Berlanti. “Não houve resposta”, diz a mulher. “Nada aconteceu. Nada mudou.”

Kreisberg continua afastado das produções dos programas por tempo indeterminado.